Macaulay Culkin revela que recusou papel em clássico de Wes Anderson

Poucas crianças chamaram a atenção dos holofotes na década de 90 como Macaulay Culkin, estrela de filmes como “Quem Vê Cara Não Vê Coração” (1989) e “Esqueceram de Mim” (1990). A fama trouxe ao astro mirim diversos problemas com álcool e drogas, o que o levou a se afastar das produções cinematográficas como um todo. Em uma seção do Reddit intitulada “AMA” (“Pergunte-me qualquer coisa”, em português), Culkin revelou que recusou o papel de Max Fischer no cultuado longa “Três é Demais” (1998), de Wes Anderson (“O Grande Hotel Budapeste“):
“Me passaram o roteiro de ‘Três é Demais’. Eu já estava afastado na época. Esse filme é perfeito”.
O papel então acabou sobrando para Jason Schwartzman, que realizou outras parcerias com Anderson, como em “Moonrise Kingdom” (2012) e “O Fantástico Sr. Raposo” (2009). “Três é Demais” foi o segundo longa de Wes Anderson e o responsável por dar visibilidade ao diretor. Três anos depois, ele escreveria e dirigiria “Os Excêntricos Tenenbaums“, solidificando-se como um dos diretores mais cultuados de sua geração. Leia a notícia completa

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!