Crítica | Atypical Temporada 2: Original da Netflix segue ritmo cíclico sem perder seu brilho

Inserir o autismo no universo do entretenimento tem sido um aspecto mais comum do que já vimos nos últimos anos na televisão. Abrindo a discussão sobre o espectro, a fim de promover um entendimento maior sobre ele e até mesmo uma empatia por aquelas famílias que convivem com o transtorno, a TV e o cinema se transformaram em instrumentos difusores de conhecimento e fomentadores de discussões sadias. E ao lado da apaixonante The A Word – A Vida Com Joe, da emissora BBC One, Atypical se tornou aquele refrigério que ajuda a abrir o diálogo e permite uma certa mutualidade, Leia a notícia completa

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!